Tropeiros e Estâncias
Escreva subtítulo aqui

TROPEIROS E ESTÂNCIAS

Para dar maior apoio e defesa à Colônia do Sacramento, foi fundada Laguna, em Santa Catarina. Com a fundação do povoado catarinense, os portugueses intensificaram o comércio entre essas duas vilas, fazendo as viagens pelo litoral, pois eram mais seguras que as viagens pelo mar.

Graças a esse caminho, os portugueses descobriram a Vacaria do Mar, começando, assim, a sua exploração. Os tropeiros - homens que conduziam a tropa, levando o gado de um lugar para o outro - vinham de Laguna arrebanhar o gado e levar tropas de mulas e de gado vacum para serem vendidos na feira de Sorocaba, em São Paulo. Os donos das minas de Minas Gerais vinham a essa feira comprar o gado da Vacaria do Mar, para alimentar os escravos negros. Já as mulas eram vendidas para o transporte de cargas.

Os tropeiros negociavam com os índios pampeanos, que arrebanhavam o gado da Vacaria do Mar. Grandes rebanhos eram trocados por colares, facas, armas, fumo e outros produtos. Os espanhóis também entraram nesse comércio, do qual também participavam os gaudérios.

Gaudérios eram homens sem pátria, sem lei e sem família. Vestiam-se como os Charruas, com botas de garrão de potro, chiripá e poncho. Assaltavam estâncias missioneiras e também roubavam o gado da Vacaria do Mar. Eram conhecidos na Vacaria do Mar como chansadores (contrabandistas).

Os tropeiros, ao longo de suas viagens, faziam paradas para descanso da tropa e dos homens: eram as invernadas. Nas invernadas havia os currais para o gado. O tropeiro Cristóvão Pereira estabeleceu o caminho das tropas e currais, ao longo do litoral. Em Torres e ao norte do canal de Rio Grande, foram montados postos de cobrança de pedágio do gado, retirado da Vacaria do Mar. Esses postos de pedágio, na época, eram chamados de registros. Essa rota dos tropeiros pelo litoral era muito acidentada, e eles tinham de atravessar muitos rios. Em 1727, foi descoberto outro caminho: era a estrada de Morro dos Conventos, de onde as tropas atingiam facilmente Lages, Curitiba e Sorocaba.

Índice